‘Alice Através do Espelho’ diverte pouco e é facilmente esquecível

Após cruzar o mundo a negócios da família, Alice (Mia Wasikowska) retorna a Londres e recebe um sinal para voltar ao País das Maravilhas em Alice Através do Espelho para ajudar seu amigo, o Chapeleiro Maluco (Johnny Depp), que corre risco de morte após descobrir algo de seu passado. Alice então sai em uma aventura, na qual precisa conversar com o Tempo (Sacha Baron Cohen) para mudar o destino do Chapeleiro. Com isso, Alice descobrirá não só o passado de seu amigo, mas também o da Rainha Vermelha (Helena Bonham Carter) e da Rainha Branca (Anne Hathaway). É com essa premissa de filme de ‘origem’, que Alice Através do Espelho é narrado.

Screenshot_20160420-112314

Baseado na obra Throught the Looking-Glass de Charles Lutwidge Dogson (conhecido como Lewis Carroll), dirigido por James Bobin (Os Muppets 2011) e produzido por Tim Burton (diretor de Alice no País das Maravilhas – 2010), Alice Através do Espelho traz belos visuais, assim como no filme de 2010, mas entrega uma trama que sai do nada e te leva a lugar nenhum. O longa é bem arrastado, pouco divertido e boring pra caralho. Pra não falar que o filme não possui nenhuma cena divertida, a que consegue tirar aquela risadinha marota é uma na qual o Chapeleiro, a Lebre de Março e a Mallymkun fazem piadinhas e trocadilhos com o Tempo, vivido pelo eterno Borat, Sacha Baron Cohen.

alice no espelho (2)

Há realmente poucos momentos bons no filme. A origem das personagens de Helena Bonham Carter (ex-esposa de Tim Burton e nossa Bellatrix Lestrange – potterhead detected) e Anne Hathaway, por exemplo, é algo bem legalzinho e aceitável. As lições de moral, característica marcante nos filmes da Disney, também são ótimas. Neste temos: ‘mulher deve fazer o que bem entender, da maneira que quiser’ (em tempos nos quais o machismo ainda é uma realidade diária); e ‘não tente mudar o passado ou voltar atrás do que já aconteceu, mas faça o melhor para mudar o seu futuro’ (bem piegas, mas verdade).

594413.jpg-r_1280_720-f_jpg-q_x-xxyxx

Tirando os poucos momentos bons, os efeitos visuais, a homenagem à Alan Rickman (Severo Snape) que deu voz a lagarta/borboleta Absolem em seu último trabalho da carreira, e a ótima música Just Like Fire da P!nk nos créditos, Alice Através do Espelho é um filme esquecível, e vem com aquela máxima do cinema de hoje em dia de que o primeiro filme é normalmente melhor que suas continuações.

Esquecível assim como as atuações da protagonista Mia Wasikowska, quase uma Kristen Stewart da vida. E Johnny Depp, que parece não acertar mais filme nenhum (obs: perdoem, mas ainda não assisti Aliança do Crime – 2015). Os últimos filmes bons que lembro de Depp atuando foram Inimigos Públicos (2009) e o próprio Alice no País das Maravilhas (2010). Depois disso, só foi tiro, porrada e bomba. A Marvel poderia convidar o eterno Capitão Jack Sparrow para viver algum personagem de seus filmes, quem sabe não reascenda a carreira de Deep, assim como fizeram com o Robert Downey Jr. em 2008.

20160518-alice-atraves-do-espelho-papo-de-cinema-014

Com Alice Através do Espelho, a Disney quebra um ciclo de boas adaptações em live action de suas histórias (Alice no País das Maravilhas, Malévola e até mesmo Cinderela). Resta saber, se A Bela e a Fera (2017) de Emma Watson, Malévola 2 (9 de Maio 2017) com Angelina Jolie e possivelmente A Pequena Sereia tamparão o buraco deixado por este Alice.

ATTLG_PAYOFF_BRAZIL

Anúncios

2 comentários em “‘Alice Através do Espelho’ diverte pouco e é facilmente esquecível

  1. Oi Thi, amei a crítica, super bem escrita!
    Sabe o que eu gostaria muito de ler???? Uma crítica sobre a releitura de “Mogli: O menino Lobo”.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s