Ariana Grande: a mais nova ‘Dangerous Woman’ do R&B

Ariana Grande 3

No dia 20 de Maio, a cantora Ariana Grande lançou seu terceiro álbum de estúdio, Dangerous Woman. Até então o álbum se chamaria Moonlight, que era a canção favorita dela até janeiro deste ano, quando revelou que mudaria o nome do disco no programa do Jimmy Kimmel (veja a entrevista). Além disso, o baixo desempenho do até então primeiro single do álbum, Focus (lançado no ano passado), pode ter contribuído para a mudança do nome e repertório do terceiro álbum.

Após dois álbuns de sucesso, Yours Truly e My Everything, a ex-estrela da Nickelodeon voltou com tudo e mais perigosa do que nunca. Confira agora o review sobre Dangerous Woman de Ariana Grande.

ariana-grande-dangerous-woman-la-tracklist

1. Moonlightfaixa que levaria o nome do álbum até então, Moonlight abre o disco de forma maestral. Uma Ariana angelical cheia de melismas e agudos dão o tom delicado à música, que parece canção de ninar. A música serve de ponte entre a fase ‘Barbiezinha’ dos discos anteriores com a mulher perigosa de agora.

2. Dangerous Woman música título e primeiro single do álbum, Dangerous Woman é ao meu ver, a canção mais bem produzida da carreira de Ariana Grande. Escrita por Ross Golan, Johan Carlsson (tecladista da banda Carolina Liar) e o hitmaker Max Martin, a música possui solos de guitarra que mesclados à potente voz de Ariana tornam a canção sensual e poderosa. Música nota 10!

3. Be Alrightcom o vozeirão que possui, é inegável não associar Ariana com grandes nomes consagrados da música como Mariah Carey. Be Alright é daqueles R&B mais ‘dance’ que Mariah (I’m That Chick, por exemplo), Ne-Yo, Craig David (nossa, tirei do baú esse hein) costumavam lançar. É uma boa música, mas há melhores no álbum.

4. Into Yousegundo single do álbum, Into You segue o R&B dance de Be Alright, porém possui um apelo mais comercial. Cause I’m so into you, into you, into you, oh yeah não vai sair da sua cabeça. Ponto novamente para Max Martin.

5. Side to Side feat. Nicki Minaj : Ariana grudou na Nicki Minaj e não soltou mais né?! Depois de Bang Bang Get On Your Knees, Onika está com Ariana em Side to Side. A música é bem gostosinha. Um R&B bem maroto, que soa quase como reggae, principalmente no rap da Minaj. Mais uma ótima parceria entre as duas.

6. Let Me Love You feat. Lil Wayne : mais uma parceria, dessa vez com o rapper Lil Wayne. Desde que o mundo é mundo, a combinação Diva + Rapper existe e não costuma falhar. Aqui não é diferente. A parceria funciona muito bem e Lil Wayne agrega muito a música. Com o tom mais suave, Ariana traz mais uma música de amor e sensualidade.

7. GreedyGREEEEEEEEEEEEEDY! É com um sonoro “grito” à lá Christina Aguilera, que Ariana entoa uma das músicas mais legais do álbum. Além de perigosa, a cantora é gananciosa por amor. Com um apelo comercial sem igual, Greedy mostra todo o potencial e alcance vocal de ArianaA faixa “grita” para ser single, então Ari faça o favor hein de promovê-la.

8. Leave Me Lonely feat. Macy Gray : a oitava música em parceria com Macy Gray (grande cantora de Soul/R&B que fez certo sucesso entre 1999 e início da década passada), fala de um amor perigoso, que faz mal a pessoa por suas indas e vidas, saca?! A escolha de Macy Gray com seu puta vozeirão rouco cai como um luva, pois sua voz traz uma densidade e contorno à canção.

9. Everyday feat. Future : essa é um batidão R&B bem legal, que poderia facilmente ser associada a grandes nomes do gênero como Ciara, Kelly Rowland e Rihanna. A letra é toda sexual e bem repetitiva (“Oh, he give it to me everyday, everyday, everyday…“). Future dá o toque “nigga” na faixa.

dangerous-woman-9-every-day-ft.-future-830x546

10. Sometimes na base do violão e do “La, la, la, la, la, la, la“, Sometimes tem uma das melhores intros do álbum. A música não chega a ser uma Love Yourself, mas é excelente no refrão e partes que o violão é utilizado. Mais um ponto para o tio Max Martin e Ilya Salmanzadeh (produtor sueco que já músicas como First Love da JLo, Love Me Like You Do da Ellie Goulding e Problem da própria Ariana).

11. I Don’t Careessa é uma boa faixa de R&B (como quase todo o álbum), mas soa como “já escutei isso em algum lugar”. Não traz nada de novo, nem acrescenta o disco. Faixa esquecível, poderia ter sido descartada até.

12. Bad Decisionscom um ritmo cool e mais vocais arrasadores, Bad Decisions cumpre a função de ser uma música para cumprir a tracklist do álbum, e se encaixa perfeitamente ao tema proposto de “mulher perigosa”.

Sda12

13. Touch ItTouch It tem um refrão legalzinho, mas sofre do mesmo mal de I Don’t Care: é uma boa faixa, mas não agrega nada ao álbum. Não faria falta alguma se não estivesse no álbum.

14. Knew Better / Forever Boyprimeira coisa que você precisa saber dessa música é que celular ou caixinha de som do PC não estão com problema. Knew Better começa com alguns cortes mesmo e serve como intro para Forever Boy. É uma boa junção as duas faixas e o resultado é satisfatório.

15. Thinking Bout You última faixa do álbum, Thinking Bout You encerra o disco de forma “redondinha” com refrão chiclete, ritmo gostoso e Ariana intercalando notas altas e baixas (por que uma voz, é uma voz).

Ariana-Grande-Dangerous-Woman-review

Dangerous Woman é um ótimo álbum de R&B, um dos melhores em anos. Se com o Yours Truly Ariana mostrou seu lado menininha e no My Everything seu lado baladeira, neste a cantora mostra que é uma mulher crescida e que sabe o que quer. O disco é um equilíbrio de seus dois primeiros álbuns, e só reforça todo o potencial que Ariana possui em alçar rumos maiores em sua carreira, como ganhar Grammy’s e fazer grandes turnês de sucesso.

Comparações com Mariah Carey são inevitáveis, afinal, dessa nova geração de cantoras, Ariana é a que mais se aproxima vocalmente da lenda da música Pop/R&B. E com este trabalho, a semelhança na musicalidade das duas só fica mais evidente. Como falei no post do Lemonade, lendas são insubstituíveis e Mariah é uma delas. Contudo, inspirada ou não por Mariah, Ariana possui sua própria personalidade e identidade musical; está conquistando seu espaço aos poucos e tem tudo para ser tão “grande” quanto Mariah e outras divas do R&B em um futuro próximo.

Foto: Rolling Stone - Ariana apresentando 'Dangerous Woman' no SNL.
Foto: Rolling Stone – Ariana apresentando ‘Dangerous Woman’ no Saturday Night Live.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s