Z Festival celebra a diversidade musical em Sampa!

Rolou ontem no Allianz Park, em São Paulo, mais uma edição do Z Festival, um festival de música dedicado ao público da “geração Z”. Com atrações “teen” de diferentes estilos musicais, os shows animaram uma plateia repleta de adolescentes e pais que os acompanhavam.

Organização

A organização do festival foi excelente. Filas quilométricas davam voltas na arena, os portões foram abertos às 13h e tudo correu tranquilamente na ensolarada tarde paulistana.

Uma das grandes preocupações de organização em festivais é em relação ao início e término entre um show e outro. Sempre tem artistas que adoram fazer alguns “bis” que acabam alongando sua apresentação. No Z Festival, todos os horários dos shows divulgados pela organização do festival dias antes foram cumpridos. Fiquei besta com tamanha agilidade da equipe de produção que tirava e colocava instrumentos dos artistas entre uma apresentação e outra.

Shows

Pontualmente às 16h, Manu Gavassi subiu ao palco do Z Festival ao som de Vício, faixa título de seu EP lançado no ano passado e que leva o nome da atual turnê da artista. Entre várias músicas que grande parte do público não conhecia, Manu fez um medley ~maravilhoso~ misturando Hands To Myself da Selena Gomez com Sorry do Justin Bieber, e cantou seu maior sucesso, Planos Impossíveis. Confesso que não acompanho os trabalhos de Manu Gavassi, porém achei a apresentação dela bem bacana. Ela tem uma voz muito boa ao vivo e interage muito bem com o público. A artista ainda contou que era uma honra estar ali naquele palco, pois esteve na plateia em outras edições do festival. Muito fofa!

Prêmio de fofura do #ZFestival vai pra @manugavassi. #manugavassi #planosimpossiveis

Uma publicação compartilhada por Thiago Correia (@thiaguinho2206) em

 

Às 16h50, o pop teen chiclete de Manu Gavassi deu lugar ao eletrônico do Cheat Codes. O trio norte americano era o grande desconhecido do line-up do festival. Eu e mais da metade das pessoas presentes na arena não conhecia o som dos caras, tanto que eu jurava que era uma banda de pop rock estilo 5 Seconds of Summer. Os caras foram uma ótima surpresa! Conseguiram animar a galera ao som de muita EDM e trap, lembrando muito o estilo do Jack Ü, que tocou este ano no Lollapalooza Brasil.

Trio do Cheat Codes durante sua apresentação no Z Festival. / Foto: Thiago Correia.
Trio do Cheat Codes durante sua apresentação no Z Festival. / Foto: Thiago Correia.

Dando uma acalmada nos nervos, a chuva deu as caras e Tiago Iorc subiu ao palco pouco antes das 18h entoando uma versão mais intimista e curta de seu maior sucesso, Amei Te Ver. Embora eu não conheça tanto suas músicas, deu pra notar que o cantor já coleciona uma legião de fãs que cantam a plenos pulmões suas músicas. O show de Tiago é puro talento! O cara toca muitoooooooooooooo, canta muitoooooooooo e é puro carisma. No palco, é apenas Tiago, sua voz e seu violão (lembrando o britânico Ed Sheeran). Foi um puta show!

Eu amei te ver, eu amei te ver, eu amei te ver ♫♪♫♪ ❤️ #tiagoiorc #ZFestival

Uma publicação compartilhada por Thiago Correia (@thiaguinho2206) em

Mostrando toda ecleticidade dessa edição do Z Festival, o rap do Projota agitou a galera. Projota levou músicas do seu DVD, 3Fs: Foco, Força e Fé para o festival e empolgou. Com uma ótima banda e músicas radiofônicas como MulherCobertor, Elas Gostam Assim Faz Parte, Projota conquistou o público, que já não aguentava mais esperar por Demi Lovato, com suas rimas bem feitas. Foi um excelente show!

Já sem chuva e pra colocar todo mundo pra dançar, Anitta mostrou porque é a artista mais popular do Brasil nos últimos anos. A carioca fez um show digno de estrela pop internacional. Com Não Para, fez uma abertura toda trabalhada na dança e colocou todo mundo pra pular. Depois disso foi uma sucessão de hits: Na Batida, No Meu Talento, Meiga e Abusada, Ritmo Perfeito, Ginza, Bang, Blecaute, Deixa Ele Sofrer, ufa… e por aí vai. Teve ainda medley de One Dance do Drake com Work da Rihanna, cover de Bom da Ludmilla e muito funk. A cantora agradeceu o carinho do público, que cantou todas as suas músicas, falando que nunca se sentiu tão amada e respeitada cantando funk, cantando a sua música, a sua verdade, para uma arena lotada em um festival de artistas com estilos musicais distintos. A voz da cantora ao vivo é do mesmo jeitinho que está lá no CD. As coreografias são bem elaboradas. Enfim, Anitta é uma verdadeira diva do pop nacional!

21h30 as luzes do Allianz Park se apagam e o público vai à loucura! Com gritos ensurdecedores, a atração principal do Z Festival subia ao palco, Demi Lovato. A cantora que substituiu Selena Gomez – que cancelou toda sua turnê por causa de seu tratamento de lúpus – abriu sua apresentação com Confident, música que leva o título de seu último álbum, que está indicado ao Grammy Awards 2017. Com uma voz poderosa, a cantora emendou com Heart Attack, Neon Lights Fire Starter fazendo todos pularem e dançarem. Demi é extremamente performática, a cantora consegue segurar um show de 1h30 apenas com sua voz, carisma e banda. Com uma abordagem mais pop rock que lembra a primeira Idol, Kelly Clarkson, e diferente de outras cantoras “teen”, Demi não faz questão de ter dançarinos em seu show. Tudo é baseado em sua voz e seus fãs. E que VOZ hein?! A cantora executa todas as faixas em tons “aguilera”, destaque para Fix a Heart, Nightingale, Warrior, Lionheart e Stone Cold. Em Warrior, Demi recebeu homenagens dos fãs que seguraram cartazes escritos “You Did It #Grammys”, a cantora ficou super feliz e agradeceu posteriormente. Se para a minha geração, Christina Aguilera era unanimidade no quesito voz, para esta, Demi com certeza é a “voz da geração”.

Z Festival

Z Festival foi uma ótima surpresa para mim. Fui ao festival ver aos shows de Demi Lovato e Anitta, mas fui positivamente surpreendido com os excelentes shows de Manu Gavassi, Cheat Codes, Tiago Iorc e Projota. O mais legal disso tudo foi ver o respeito e o carinho que o público teve com todos os artistas, independentemente do estilo musical deles. Foi lindo!

Foto: Thiago Correia.
Foto: Thiago Correia.
Anúncios

2 comentários em “Z Festival celebra a diversidade musical em Sampa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s