#Conheça: o indie pop do multitalentoso SILVA

#Conheça de hoje desembarca em Vitória, capital do Espírito Santo. É de lá que vem a voz delicada e o indie pop de Lúcio Silva de Souza, ou simplesmente SILVA.

O capixaba de 28 anos ganhou notoriedade este ano após os sucessos de seus últimos discos, Júpiter – lançado no ano passado – e SILVA canta Marisa – lançado no mês passado. Apesar disso, Silva possui outros dois álbuns – Claridão (2012) e Vista Pro Mar (2014) – um EP – 2012 (2012) – e um álbum ao vivo – Vista Pro Mar Ao Vivo (2015).

Conheci o som do cara este ano após a boa repercussão de seu videoclipe para a canção Feliz e Ponto, divulgado em maio. No videoclipe, dirigido por William Sossai, SILVA fuma maconha e faz ménage com uma mulher e um homem, colocando o poliamor em pauta. A canção é uma das melhores músicas que escutei este ano. Escrita pelo próprio SILVA junto com o irmão Lucas, Feliz e Ponto é uma mistura de pop, MPB e sintetizadores, que mesclados a voz sutil do cantor fazem da música um verdadeiro deleite aos ouvidos.

Após escutar a música em looping por meses, fui atrás de outros trabalhos do artista e me surpreendi. E que surpresa boa! SILVA possui uma discografia sensacional. A começar por Júpiter, que bebe da nossa MPB e dá tons mais modernos com instrumentais eletrônicos, algo próximo ao que os caras do Disclosure fazem. Músicas como Sufoco, Sou Desse Jeito e a própria Júpiter são de uma qualidade poética e instrumental bem rara aqui no Brasil.

Foto: Foioluis (Facebook do artista).
Foto: Foioluis (Facebook do artista).

Em Claridão, músicas como Falando Sério A Visita mostram um SILVA ainda mais alternativo. Já para intimista Vista Pro Mar, SILVA contou com a participação de Fernanda Takai, vocalista do Pato Fu, na faixa Okinawa. Ele participou da música Eu Me Lembro, lançada no primeiro álbum da Clarice Falcão. E além disso, em Noite, música presente em seu álbum ao vivo, SILVA divide vocais com o mestre do pop nacional, Lulu Santos e com o rapper Don L.

Numa simples, mas maravilhosa homenagem à sua ídola, Marisa Monte, SILVA repaginou os sucessos da cantora para o álbum SILVA canta Marisa, e o resultado é fantástico. Canções como Ainda Lembro, Beija Eu e Não Vá Embora aparecem no disco, ao lado da original Noturna (Nada de Novo na Noite), composta por SILVA, seu irmão Lucas e a própria Marisa Monte.

Não bastasse todo esse repertório alternativo e refinado, SILVA ainda toca piano, violino e sintetizador, produz e compõe suas músicas, ou seja, é um poço de puro talento.

SILVA vem de uma vertente do “pop” nacional que vem ganhando cada vez mais força. Artistas até então alternativos, como Tiago Iorc, Anavitória e o próprio SILVA estão conquistando um espaço que faltava nas rádios, o espaço da “nova MPB”. A MPB que mescla o pop com o indie e o eletrônico, sem perder a qualidade e a identidade “Made in Brazil”. Que mais artistas talentosos como SILVA surjam, por favor! Quem ganha com isso somos nós e a música brasileira.

Foto: Leonardo Mascaro (Facebook do artista).
Foto: Leonardo Mascaro (Facebook do artista).

PS. escutem a discografia toda do SILVA, vale muito a pena.

Se você gostou do post não esqueça de curtir, comentar e compartilhar. Deixe suas sugestões para próximos posts também! :)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s