‘Velozes e Furiosos 8’ surpreende e mostra que franquia ainda pode queimar muito asfalto pela frente

Após o desfecho emocionante e preciso de Velozes e Furiosos 7 (2015), uma sequência para a franquia parecia no mínimo, desnecessária. Mas mesmo assim a Universal Pictures, sedenta por fazer mais alguns milhões colocou o diretor F. Gary Gray (de Straight Outta Compton) para comandar o oitavo filme.

No novo filme, Dom (Vin Diesel) e Letty (Michelle Rodriguez) desfrutam de sua lua de mel em Cuba, até que aparece a misteriosa Cipher (Charlize Theron) que arma um plano para chantagear Dom, colocando-o contra sua família e ajudando-a obter ogivas nucleares.

A história toda em si é bem clichê, porém muito bem amarrada e desenvolvida. O roteirista, Chris Morgan, encontrou boas formas para solucionar a trama, mesmo sendo óbvias. No maior estilo Transformers de ser, Velozes e Furiosos 8 não deixa você sequer piscar os olhos. São muitos acontecimentos ocorrendo ao mesmo tempo. É eita atrás de eita! Obviamente ainda temos os inúmeros absurdos que a franquia adotou nos últimos longas, como uso de tanques e submarinos em perseguições, carros entrando em aviões em movimento e etc. Mas ok, porque isso não foge do principal objetivo do filme, que é entreter. Você acaba relevando tudo e fica no aguardo da próxima explosão.

A mescla de ação desenfreada com piadas é o ponto alto do longa. Além do já tarimbado Roman (vivido por Tyrese Gibson) – o humorista do grupo – os personagens de Dwayne Johnson (Hobbs) e Jason Statham (Deckard Shaw) são responsáveis por inúmeros momentos cômicos. A rivalidade dos personagens é sensacional e muito bem explorada durante todo o filme.

Imagem: Screen Rant.

Vin Diesel mais uma vez chama a responsa pra si e mostra quem é que manda na bagaça. Dom é um puta personagem que todo mundo adora, não importa o que ele faça. Ele é o dono da franquia mesmo. Junto a isso, temos a adição de uma vilã “furiosa” e fodástica. Charlize Theron dá um show de maldade e vilanice sem igual. Posso afirmar que é uma das melhores vilãs que a franquia já teve e que merece retornar nas continuações, afinal, ficou aquele gostinho de “quero ver mais da Charlize” nesse filme.

Imagem: Inverse.

A ideia de família é ainda mais trabalhada neste filme; muito bem trabalhada, por sinal. A química entre os personagens é algo surreal, que impressiona. Velozes e Furiosos 8 surpreende por mostrar que a franquia ainda pode queimar muito asfalto pela frente, mantendo e entregando um entretenimento de boa qualidade ao seu público.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s