Tove Lo conta ótimas histórias no despretensioso ‘Sunshine Kitty’

A fada sueca Tove Lo está com novo trabalho na praça. A cantora lançou seu quarto álbum de estúdio no fim de setembro. Sunshine Kitty sucede Blue Lips de 2017. Com 14 faixas, o disco traz alguns velhos conhecidos da discografia de Tove, como os caras do The Struts – que trabalharam com Tove em todos os álbuns e tem trabalhos recentes com P!nk e Zara Larsson; Joel Little que fez os últimos discos da Taylor Swift e Marina; além de Ludvig Söderberg, que trabalhou com Tove no Queen of the Clouds (2014) e Lady Wood (2016), do qual foi produtor executivo ao lado da cantora. Aqui, Ludvig Söderberg repete a co-produção executiva com Tove.

O interlude Gritty Pretty (Intro) abre o disco, que é um monólogo dito em italiano e que cita Mateo, uma das faixas presentes na tracklist. O interlude emenda na ótima Glad He’s Gone, primeiro single do álbum. Produzida por Shellback (hitmaker por trás de sucessos da Britney Spears, Taylor Swift e Maroon 5) e The Struts, a música é uma série de conselhos de Tove para uma amiga superar o ex-namorado embuste. A canção é uma das melhores faixas não só deste álbum, como da carreira da cantora. Já em Bad as the Boys, Tove fala de uma paixão de verão com uma garota. Ela canta que se apaixonou pela moça, mas que sua amada viu tudo aquilo como uma aventura e que voltou a namorar homens. A cantora finlandesa ALMA participa da faixa. Em uma entrevista, Tove contou que para a faixa gostaria de chamar uma artista que também gostasse de mulheres. ALMA então foi a escolhida. Aliás, uma ótima escolha.

Tove quer ficar com seu amor em Stay Over. Seu (ou sua) amante está solteiro e tudo o que ela quer é que a pessoa dê uma chance para eles e fiquem juntos finalmente. A música traz o pop marcante de Tove. Mais uma ótima canção que temos no álbum é Mateo. A faixa fala de um cara que a cantora ama secretamente e que sempre quis, mas que nunca teve olhos para ela. E por mais que ela finja não ligar, ela liga pra caramba e quer ter a chance de ser notada e amada pelo crush de seus sonhos. A música tem composição de Tove, The Struts e do hitmaker Max Martin, que também está por trás de Equally Lost, décima faixa do álbum e que tem participação da rapper Doja Cat. Com uma pegada pop dançante e um refrão chiclete, a música é produzida por Mattman & Robin, dupla responsável por músicas do Imagine Dragons e da canção DNA da Wanessa Camargo, lançada em 2011. A cantora se tortura ainda mais na maravilhosa Come Undone. Aqui ela se pergunta como se apaixonou por um cara e se o sentimento dele por ela é recíproco. Ela está vulnerável e isso é deixa perdida.

Uma das parcerias mais legais desse álbum é sem dúvidas Really Don’t Like U que traz a diva australiana Kylie Minogue aos vocais. A música é ótima, os vocais estão entrosadíssimos e combinam perfeitamente. A música é gostosinha de ouvir e tem um bom refrão. A composição é de Caroline Furoyen e Ian Kirkpatrick, que estão por trás de New Rules da Dua Lipa, e fala sobre estar numa festa, ver seu ex com outra pessoa e a partir dali dançar como se não houvesse amanhã com outra pessoa. Agora, a parceria mais incomum que ocorre é em Are U Gonna Tell Her? Tove Lo canta ao lado do MC Zaac. A música é um pop dançante, viciante e com trechos em português. O boom, boom, boom, boom, boom, danada vai ficar na sua cabeça. Os trechos em português da composição tem a assinatura de MC Zaac, Umberto Tavares e Jefferson Junior. Os dois últimos são responsáveis por maior parte dos trabalhos em português de Anitta e Ludmilla. A música mais dance, feita especialmente para as pistas é a excelente Jacques. A canção é do produtor Jax Jones e foi lançada no álbum dele, o Snacks (Supersize), que foi lançado no início de setembro. Tove adicionou, sabiamente, a faixa em seu disco também.

Em Shifted, a cantora fala de um relacionamento desgastado. Após muitas tentativas de tentar salvar sua relação, Tove desistiu de se esforçar ao ver que seu amado não corresponde. O pop melancólico característico da cantora continua dando as caras e aparece ainda mais intensamente em Mistaken, faixa composta por Tove Lo e Joel Little. A cantora expõe todas as suas inseguranças com seu parceiro. Sweettalk My Heart é um pouco mais otimista e trata dos flertes com seu amado. A canção é um pouco mais dançante que as últimas citadas aqui. Anywhere U Go encerra o álbum. Ela mostra um lado mais emocional e solitário da cantora, que quer que alguém esteja com ela nos altos e baixos de sua vida. A música tem um dos refrões mais chicletes do disco e encerra bem.

Sunshine Kitty traz uma Tove Lo despretensiosa e com muitas histórias a serem contadas. Após o excelente Queen of the Clouds e o divisor de águas Lady Wood, a cantora entregou um trabalho morno com Blue Lips deixando baixas as expectativas para o quarto álbum. Felizmente, Sunshine Kitty é uma grata surpresa. Tove Lo expõe suas vulnerabilidades, desejos e paixões de forma tão sutil e natural que é impossível não se envolver. Além disso, musicalmente, é um excelente álbum pop, bem construído e com a assinatura da cantora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s